12/12/17

Agora fiquei sem palavras...

Aquele do passado... que já foi tanto para mim, insiste. Mas não consegue ter conversa, pelo menos para mim.  Já devia ter comido tanto, mas tanto.
Neste momento posso dizer que estou sem ninguém.

10/12/17

Às vezes dá-me vontade de fazer asneiras... Dá mesmo. Mas essa não sou eu e isso apenas me iria fazer sentir mal comigo própria. Tudo passa.

06/12/17

Só me faltava agora aparecer aquele do passado...

05/12/17

Ele diz-me para controlar aquilo que possa vir a sentir por ele, quase como se ele não se conseguisse controlar. Mal ele sabe que eu já ando com tudo descontrolado muito antes de o conhecer.

Cada dia que passa vejo as coisas a piorarem, sinto-me com menos paciência, mais cansada, com menos força para isto tudo.
Mais uma que disse... juntando ao que já tinha dito à uns anos atrás.
Cansa viver ao lado de alguém que "não dá um murro na mesa" e anda sempre deprimida.

04/12/17

Hoje dizia-lhe que ele gosta de muito miminho, e ele diz-me que uma relação sexual para ele envolve tudo. Que tenho que me controlar no carinho, que isso torna a coisa muito perigosa.
Também lhe disse que gosto de foder, foder no verdadeiro sentido da palavra. Mas foder e ao fim esse mimo com carinho... É tudo de bom.